Providências antes do embarque para o Canadá

O post de hoje não pretende ser daqueles completões, sabe? Mas, vamos dar algumas dicas baseadas em nossa experiência e dos nossos amigos. Vale lembrar que nesse ponto do planejamento, imaginamos que você já sabe o que vai fazer no Canadá, se vai estudar ou trabalhar, já sabe onde e como, está aplicando para o visto ou já recebeu o visto e está em fase semi-final de organizar sua partida. Vamos lá:

  1. Traduza seus documentos com um tradutor juramentado. A depender da cidade tem apenas um desses profissionais ou até nenhum. Na internet você acha indicações, mas tente ver se o profissional é mesmo homologado. Em SP existem vários. Vc precisa traduzir: seus históricos escolares do Ensino Fundamental e /ou da Faculdade, Pós ou Mestrado; seus documentos pessoais como Certidão de Casamento e de Nascimento;  Carteira de Vacinação atualizada do seu filho caso ele vá estudar em uma escola Canadense e isso será obrigatório. No blog Baianos no Pólo Norte tem um post mara sobre o assunto de vacinas, cheque por lá as dicas. Também consulte a empresa que estiver te dando consultoria no seu Plano Canadá, caso vc tenha uma.
  2. Valide seu diplomas escolares, somente se for o caso para o Express Entry ou para algum curso específico de mestrado e doutorado. Já estamos pensando em validar nossos diplomas e estamos vendo na UofT. Mais uma vez, a dica é: consulte a empresa que estiver te dando consultoria no seu Plano Canadá, caso vc tenha uma, ou se adiante e cheque no site da escola que você vai estudar. Se adiante MEMSO nesse assunto, pois demoram várias semanas para você obter as validações de diplomas.
  3. Faça procurações de PLENOS PODERES para uma ou duas pessoas de sua total confiança. Se você tem negócios no Brasil e eles continuarão funcionando, se você tem imóveis ou apenas contas bancárias, você precisa procurar um advogado e/ou ir até um cartório para providenciar suas procurações. Vale dizer que se vc tem negócios no Brasil consulte seu advogado e lembre de fazer uma procuração particular (não precisa de cartório para esse tipo) chamada AD JUDICIA para que seu(s) advogado(s) possam representar você em questões judiciais que podem acontecer das mais variadas formas e fontes durante o período que você estiver fora do Brasil.
  4. Organize um bazar, real ou virtual, e vá desapegando dos itens que você não vai levar para o Canadá (caso seu caso seja intenção de imigrar legalmente, sempre e óbvio!) ou que não vale a pena você guardar pelo período que não estiver no Brasil. As coisas se desgasta com o tempo e com um bazar vc com certeza levantará uns dólares extras para sua viagem 🙂 Tente montar um bazar em casa mesmo, faça foto dos itens com preços e mande para sua galera e os amigos deles pelo Whatsaap. Outra ideia é fazer uma página específica no Instagram para anunciar suas coisas. E lembre dos sempre úteis OLX, Mercado Livre e Enjoei, né?
  5. Faça uma planilha completa de custos com cenários – plano A, plano B, plano C. Pense e calcule seu investimento cuidadosamente. Você com certeza vai mexer muitooo nessa planilha ao longo do seu planejamento para o Canadá.
  6. Se você tiver como, invista em uma terapia para se planejar ao máximo para a mudança. Quanto mais preparado/a você estiver, maiores suas chances de sucesso na adaptação. Estamos vendo vários relatos de pessoas que têm muita dificuldade de adaptação e estamos com a sensação que possivelmente não se preparam direito. Fazer meditação também ajuda demais e diminui a ansiedade (gente, esse processo pré-Canadá é mega tenso, né, meu povo?) e você pode tentar achar meditações guiadas no Youtube, inclusive achar meditações guiadas em inglês e francês, assim você já vai aquecendo nos dois idiomas!
  7. Organize uma pasta com documentos que você deverá mostrar na imigração e aqueles que serão úteis para sua vida no Canadá. Dedique tempo para organizar essa pasta, em especial se você vai em família, pois são muitas coisas para arrumar. A dica aqui é comprar um fichário de 4 argolas tamanho A4 e os respectivos sacos plásticos de 4 furos (prefira os médios ou grossos, os finos embolam na pasta) e para ir colocando os documento em uma ordem que faça sentido para você. Vc encontra esse fichários em qualquer loja virtual ou física de material de escritório tipo Kalunga ou Staples.
  8. Dedique tempo para arrumar suas malas pensando bem o que você vai levar. Mas, dedique tempo mesmo para levar aquilo que de fato será necessário. Lembre que as Cias Aéreas estão cada vez mais rígidas com peso e que, a depender de sua tarifa ou da classe que você vai voar sua franquia será alterada. Cheque suas franquias de bagagens MUITO antes de começar a arrumar as malas. Se você vai voar de Air Canada saindo do Brasil, esse link pode ser útil.
  9. Invista em boas malas, não necessariamente caras, porém funcionais e seguras. Identifique tudo corretamente e se possível use uma capa para proteger suas malas.
  10. Faça um seguro de saúde. Ou mais de um. Se você vai morar um tempo ou estudar no Canada, a empresa que te ajudará em seu Plano Canadá vai recomendar algum plano para você. Nossa opção foi pela INGLE. Mesmo que você não compre seus estudos, sei que a Loonie vende esse seguros da Ingle, pois conhecemos gente que já está morando no Canadá e optou pela Loonie para fazer e/ou renovar esse seguro. Nós somos super prudentes em questão de seguro de viagem, pois já precisamos usar em várias oportunidades. Então resolvemos fazer um seguro complementar de uma empresa “normal” de seguros de viagem, pois estamos protegidos desde a saída do Brasil, assim como nossas malas, e também pelo fato de termos a facilidade de solicitar atendimento médico no hotel ou domiciliar durante toda nossa viagem. Nessa caso você pode optar pelas tradicionais Assist Card ou Travel Ace. Recomendamos essas duas empresas porque já usamos em outras viagens e funcionaram bem, enviaram atendimento médico em nosso hotel, já pedimos reembolso de custos de remédios e o atendimento de ambas foi ótimo. Recentemente, descobrimos uma empresa vende seguro de viagem das grande empresas como Assit Card e Travel Ace muito mais barato, chama-se Real Seguros de Viagens. Investigamos bastante, falamos com a Assit Card que confirmou que eles são parceiros. Bom, o “pulo do gato” deles é que eles fazem um seguro de viagem com as coberturas que de fato se usa, como bagagens e despesas médicas, excluindo coisas como seguro por invalidez e morte (isola, bate na madeira). Sendo assim, o preço a apólice cai muito. Mas, fique esperto: nada de escolher um plano que tenha menos de USD 35K de cobertura médica! Essa opção de seguro desde o Brasil você pode fazer por um período inicial de alguns meses até se instalar no Canadá, essa foi a nossa lógica, mas é uma decisão muito pessoal, né?

Bom, gente, essas foram algumas das nossas dicas. E você, como se preparou ou está se preparando para embarcar para o Canadá? Compartilhe suas dicas conosco, vai ser massa contar com sua colaboração também!

 

Anúncios

Um comentário em “Providências antes do embarque para o Canadá

Deixe uma resposta